Atividades do Centro

São Paulo – WORKSHOP BAT BEP

O evento “Regional/ subregional capacity building on implementation of Article 5 and pratical use of guidelines on best available techniques and best environmental practices (BAT & BEP)” (“Treinamento Regional/ subregional na implementação do Artigo 5 e uso prático do guia de melhores técnicas de avaliação e melhores práticas ambientais”), ocorrido no período de 02 a 05 de abril de 2009. Foi o primeiro evento sediado pela CETESB, na qualidade de Centro Regional Nomeado para a Convenção de Estocolmo sobre POPs. O evento versou sobre o artigo 5° da Convenção, o qual estabelece ações para eliminar ou reduzir as liberações da produção não intencional para PCBs, HCBs e dioxinas e furanos.O evento WS BAT BEP contou com a participação de 15 países da ALC, países estes a serem beneficiados pelas ações do Centro Regional, além de organizações não governamentais e duas representantes do Secretariado da Convenção de Estocolmo.

Este evento também propiciou a divulgação das atividades previstas no Plano de Trabalho além de iniciar a integração necessária para a implementação do Centro e para a obtenção dos recursos financeiros junto aos organismos internacionais.

Todos os documentos do WS BAT BEP estão disponíveis.

Laboratório Para Análises de Dioxinas e Furanos

A CETESB, inaugurou em 29/05/09, o primeiro laboratório público do país com capacidade para analisar dioxinas e furanos e um dos únicos equipados com espectrômetro de massa de alta resolução, utilizado para a análise mais refinada desses poluentes, oferecendo autonomia na detecção desses dois grupos de poluentes que integram a lista dos POPs, produtos altamente tóxicos e cancerígenos. O laboratório aumenta a capacidade analítica da empresa e poderá prestar serviços a todos os país e à América Latina e Caribe.

Durante a Conferência das Partes – COP4, as dioxinas e furanos passaram a integrar a lista das nove novas substâncias poluentes. As dioxinas e furanos são substâncias geradas pela combustão incompleta da incineração de resíduos perigosos e hospitalares, queimadas, queima de madeira e carvão, durante a manufatura de certos pesticidas, compostos clorados, e de processos resultantes da produção de papel. Essas substâncias também são encontradas em emissões veiculares, principalmente as de veículos a diesel e fumaça de cigarro.

O laboratório foi montado com recursos do Ministério do Meio Ambiente e do governo estadual, totalizando 1,4 milhões de reais. O espectrômetro de massa de alta resolução, com valor aproximado de 800 mil dólares, foi doado pelo governo japonês, através de um programa de cooperação internacional.