Especialistas de SP e da Baviera discutem aproveitamento energético de resíduos

Especialistas de São Paulo e da Baviera participaram, em 24.11, na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo – USP, do Seminário Internacional “Perspectivas para o Aproveitamento Energético dos Resíduos Urbanos”, cuja finalidade foi avaliar os avanços no tratamento térmico do lixo.

O evento, organizado pelas secretarias estaduais do Meio Ambiente e de Saneamento e Energia, com o apoio da USP e do Consulado-Geral da Alemanha em São Paulo, discutiu também os resultados do Acordo de Cooperação entre os Estados de São Paulo e da Baviera, na Alemanha, com o objetivo de divulgar ações do governo paulista para viabilizar projetos de Unidades de Recuperação Energética de Resíduos Sólidos Urbanos e o gerenciamento de Resíduos Sólidos no Estado de São Paulo.

Segundo o engenheiro Aruntho Savastano Neto, gerente Setor de Apoio a Programas Especiais da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo – CETESB, a cooperação entre os dois governos iniciou-se em 1997, com foco no gerenciamento de resíduos sólidos, considerando especialmente a escassez de áreas adequadas para a implantação de aterros em regiões metropolitanas paulista, passando por questões como riscos, novas tecnologias e redução das emissões.

O representante da CETESB explicou que foram instituídos grupos de trabalho para a elaboração de um programa estadual de aproveitamento energético de resíduos sólidos urbanos e outros rejeitos de atividade econômica. Entre outras conclusões, mostraram a viabilidade de sistemas de tratamento de resíduos conjugados, com a geração de energia termelétrica, especialmente se computados os benefícios das compensações pela redução de emissões.

O evento contou com as participações do secretário estadual do Meio Ambiente, Pedro Ubiratan Escorel de Azevedo, de Sérgio Antonio Gonçalves, diretor de Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente; de Ludwig Kohler, chefe do Departamento de Gestão de Resíduos, Proteção do Solo e Áreas Contaminadas da Baviera; de Matthias Ludwig Bogislav von Kummer, cônsul-geral da República Federal da Alemanha; e de José Roberto Cardoso, diretor da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, entre outras.

Texto
Newton Miura
Fotografia
José Jorge