Ampliada a rede de monitoramento da qualidade do ar no Vale do Paraíba

Com a inauguração da mais nova estação do Vale do Paraíba no município de Jacareí, a rede automática de monitoramento da qualidade do ar da CETESB passa a contar com 43 estações distribuídas pela Grande São Paulo, Interior e Litoral Paulista. A entrega oficial aconteceu em 10/8, durante evento realizado nas dependências da Escola Técnica Agrícola Cônego José Bento (ETEC), onde está instalado o equipamento.

Segundo o presidente da CETESB, Otavio Okano, desde a última gestão foram entregues 14  estações automáticas e, a expectativa da agência é a de ampliar ainda mais esta rede de monitoramento, atingindo regiões que ainda não foram contempladas com este serviço e reforçando o monitoramento nas grandes metrópoles, que já contam com uma rede instalada.

O equipamento instalado em Jacareí, que ampliará o monitoramento da qualidade do ar no Vale do Paraíba, que já conta com uma estação operando na cidade de São José dos Campos, medirá concentrações de ozônio, óxidos de nitrogênio e partículas inaláveis, além de parâmetros meteorológicos como umidade relativa do ar, temperatura, direção e velocidade dos ventos, radiação solar global, pressão atmosférica e raios UV.

A estação foi adquirida pela empresa Fibria Celulose S/A, como parte do processo de licenciamento ambiental e, também, em atendimento a uma solicitação do Ministério Público Estadual. A instalação teve o apoio do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE e do Centro Paula Souza, que administra o ETEC.

Além do presidente Otavio Okano, participaram do evento o prefeito Hamilton Mota, de Jacareí; Fúlvio Medina, representando a Fibria; o deputado estadual Hélio Mishimoto e o diretor de Engenharia e Qualidade Ambiental da CETESB, Carlos Roberto dos Santos e convidados.

Texto: Renato Alonso