CETESB se posiciona: venda de veículos leves a diesel pode trazer prejuízo ambiental

A área técnica responsável pela avaliação e controle de emissões veículares da CETESB, da Diretoria de Engenharia e Qualidade Ambiental, elaborou Informação Técnica (ver na íntegra) que embasou a opinião da empresa acerca das implicações ambientais decorrentes do Projeto de Lei nº 1013/2011, em tramitação na Câmara Federal, que dispõe sobre a fabricação e venda, em território nacional, de veículos utilitários movidos a óleo diesel.

A conclusão é de que a introdução de veículos a diesel resultará no aumento das emissões de poluentes tóxicos e de gases de efeito estufa. Em que pese o atendimento aos limites de emissão, os veículos diesel tendem a emitir mais óxidos de nitrogênio e material particulado que os veículos movidos a gasolina e etanol, podendo comprometer a qualidade do ar nos centros urbanos.

Também a emissão de gases que causam o aquecimento global tenderá a ser maior, uma vez que substituirá em grande medida veículos que hoje utilizam etanol, cuja emissão líquida é quase nula.