Escola Superior da Cetesb realiza curso para especialista no Transporte Ferroviário de cargas

Aspectos da prevenção, fiscalização, controle, politicas públicas e privadas direcionadas as atividades de transporte terrestre de produtos perigosos, nos modais rodoviário e ferroviário, foram temas apresentados no curso anual, da Escola Superior da Cetesb, em 27 a 30 de setembro de 2016.

As aulas do curso, “Gestão Ambiental no Transporte Terrestre de Produtos Perigosos”, destinado ao público interno e externo, seguiram o caráter expositivo com intensa interação entre alunos e instrutores, com apresentação de estudos de casos práticos, inovações tecnológicas do setor de transporte, legislações correlatas, perspectivas, mercado, segurança operacional e ocupacional, interpretação de normas técnicas nacionais e internacionais.

Ao final, no ultimo período, os alunos foram submetidos a um exercício teórico, simulado em sala de aula e denominado “simulado de mesa ou tabletop” no qual buscarão a melhor solução a um caso hipotético de acidente ambiental envolvendo o transporte rodoviário e ferroviário de produtos perigosos. A metodologia desse simulado é conhecido por APP, aprendizado por ´problema, nesse caso, os alunos trabalharão sobre um cenário complexo, sob o ponto de vista de perigos e riscos a população e ao meio ambiente. O cenário é representado em duas maquetes em escala 1/160.
Foto 01
Os alunos, compostos por profissionais de nível médio e superior dos setores público e privado, foram submetidos a um exercício teórico, simulado em sala de aula e denominado, “simulado de mesa ou tabletop”, para buscar melhor solução a um caso hipotético de acidente ambiental, envolvendo o transporte rodoviário e ferroviário de produtos perigosos. A metodologia desse simulado é conhecido por APP, ‘aprendizado por problema’ . Nesse caso, os alunos trabalham sobre um cenário complexo, sob o ponto de vista de perigos e riscos a população e ao meio ambiente. O cenário é representado em duas maquetes em escala 1/160.

O curso contou com a participação de instrutores do setor de Atendimento a Emergência e da Divisão de Avaliação de Empreendimentos de Transporte da Cetesb; também de instrutores externos, como a ABIQUIM – Associação Brasileira da Indústria Química; da ABTLP – Associação Brasileira de Transporte e Logística de Produtos Perigosos, da Policia Militar do Estado de São Paulo (Policiamento de Trânsito), ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas; ASSOCIQUIM – Associação Brasileira dos Distribuidores de Produtos Químicos e Petroquímicos; do SINCOQUIM – Sindicato do Comércio Atacadista , Importador e Expostador de Produtos Químicos e Petroquímicos no Estado de São Paulo. Treinamento contou ainda com a participação de especialista no Transporte Ferroviário de cargas.