CETESB participa de evento sobre o monitoramento da qualidade do ar no México

A CETESB participou, de 26 a 29 de agosto, do evento “Fortalecimento para o monitoramento da qualidade do ar na América Latina”, realizado na cidade do México. O encontro foi realizado no Laboratório do Sistema de Monitoramento Atmosférico na capital mexicana, com participação da gerente da Divisão de Qualidade do Ar, Lucia Guardani.

Englobando atividades teóricas e práticas focadas no fortalecimento da rastreabilidade das medições da qualidade do ar realizadas nas estações de monitoramento, o evento foi promovido pela Organização dos Estados Americanos (OEA), em cooperação com o Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia dos Estados Unidos (NIST), a Secretaria do Meio Ambiente da Cidade do México (SEDEMA) e a Agência de Proteção Ambiental da cidade de Buenos Aires (APRA).

Este seminário foi em decorrência do Workshop regional de Metrologia para a Garantia da Qualidade das Medições das Redes de Monitoramento da Qualidade do Ar, ocorrido em junho de 2018 na Costa Rica, do qual a CETESB já havia participado.

O evento no México contou com aproximadamente 35 participantes de nove países: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, Uruguai, Peru e México. Por meio das apresentações de cada um dos países/estados participantes, foi feita uma comparação entre os diferentes sistemas de monitoramento da qualidade do ar na região. Segundo Lucia Guardani, “a obtenção de dados confiáveis de qualidade do ar é essencial uma vez que os mesmos são divulgados à população e orientam políticas públicas de gestão deste recurso”, observou.

O evento também contou com a participação de três especialistas americanos: dois de distintas redes da região da Califórnia e um da NIST, responsáveis pelas apresentações teóricas e práticas dos diferentes tópicos abordados durante o curso, que envolveu procedimentos para a geração correta de padrões de calibração, controle de qualidade no monitoramento de critérios e boas práticas de medição dos poluentes, representatividade dos dados para monitoramento da qualidade do ar e controle de qualidade para redes de monitoramento.

As demonstrações práticas dos equipamentos de laboratório (hands in lab) abordaram situações reais, contribuindo para o fortalecimento técnico dos participantes.

Guardani ressaltou que a participação da CETESB é fruto do trabalho de excelência desempenhado pelas Redes de Monitoramento da Qualidade do Ar da Companhia, o que facilita o estabelecimento de parcerias regionais e internacionais, bem como o intercâmbio de conhecimentos tecnológicos entre as organizações que atuam na área de auditagem de qualidade, metrologia e monitoramento da qualidade do ar.