Livro “Reúso de Água Potável” homenageia professor Hespanhol

A diretora-presidente da CETESB, dra. Patrícia Iglecias, se reúne com outros especialistas na homenagem ao professor.

Na semana em que se comemora o Dia Mundial da Água, a Escola Politécnica da USP lança o livro Reúso de Água Potável como Estratégia para a Escassez. A obra editada por Pedro Caetano Sanches Mancuso, José Carlos Mierzwa, Alexandra Hespanhol e Ivanildo Hespanhol (in memoriam), além de abordar o reúso de água em regiões metropolitanas, descreve a pandemia da covid-19, e as consequências dessa doença para o tratamento do esgoto sanitário.

O evento, uma homenagem ao professor Ivanildo Hespanhol, foi realizado online, no dia 23 de março, e contou com a presença dos editores do livro e também do professor dr. Vahan Agopyan, reitor da Universidade de São Paulo; da professora dra. Liedi Bernucci, diretora da Escola Politécnica da USP; do professor dr. Ricardo Toledo Silva, diretor adjunto da Divisão de Saneamento, Departamento de Infraestrutura da FIESP; da professora dra. Patrícia Iglecias, diretora-presidente da CETESB, da professora dra. Monica Porto, diretora de Sistemas Regionais da SABESP; da dra. Sandra Kishi, procuradora da República da terceira Região; de Stela Goldenstein, coordenadora do 2030 Water Resources Group para o Brasil; de Luiz Ricardo Santoro, secretário executivo da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente e do professor Reinaldo Giudici, vice-diretor da Escola Politécnica da USP, todos admiradores do incansável defensor do reúso da água.

O professor Ivanildo Hespanhol, falecido em janeiro de 2019, foi fundador e diretor do Centro Internacional de Referência em Reúso de Água – Cirra – entidade sem fins lucrativos vinculada ao Departamento de Engenharia Hidráulica e Ambiental da Poli, na qual era também docente.

Graduado em engenharia civil, mestre e doutor em engenharia sanitária, o professor Hespanhol trabalhava, em especial, com temas ligados à gestão da água. São de sua autoria: Introdução à engenharia ambiental: o desafio do desenvolvimento sustentável, Gestão da água no Brasil, Água na indústria: uso racional e reúso e Water pollution control: a guide to the use of water quality management principles.

Patrícia Iglecias ressaltou a importância do reconhecimento – “muito mais do que o lançamento do livro é uma homenagem que deve ser prestada para que as novas gerações não se esqueçam daquilo que os precursores da pesquisa científica fizeram, como o trabalho tão expressivo do professor Hespanhol”.

Explanando sobre o tema segurança hídrica e reúso da água, a diretora-presidente argumentou que a CETESB tem focado o reúso não potável, ou reúso indireto não planejado. “No Brasil, o regramento ainda está mais voltado ao reúso não potável assim como as diretrizes da Organização Mundial da Saúde – OMS”. Mas, paralelamente, “nós temos que caminhar para o reúso da água potável e nesse sentido este livro será de grande valia”.

De acordo com a dirigente, o livro coloca uma série de questões técnico-científicas que poderão ser consideradas para o estabelecimento das novas regras legais para essa finalidade, assim como contribui para a evolução do conhecimento científico a respeito do tema.

“O reúso potável ainda é um desafio técnico-científico, mas que deve ser superado com tecnologias de tratamento que possam garantir a segurança da água”, finaliza Patrícia Iglecias.

Veja na íntegra o evento:

Texto: Cris Leite
Imagens: José Jorge