300 mil Manifestos de Transporte de Resíduos são emitidos no Estado de São Paulo

Documento obrigatório em todo o país foi objeto de webinar de capacitação com participação da CETESB

O módulo MTR – Manifesto de Transporte de Resíduos – do SIGOR – sistema desenvolvido pela CETESB para o gerenciamento online de resíduos sólidos no Estado de São Paulo –, desde janeiro deste ano, quando sua utilização tornou-se obrigatória em todo o país, já conta com 28 mil empresas cadastradas e cerca de 300 mil MTRs emitidos, além de terem sido respondidos mais de 8 mil emails e registrados mais de 245 mil acessos na página da internet.

Esses dados foram destacados pela diretora-presidente da CETESB, Patrícia Iglecias, na abertura da webinar com o tema “Resíduos da Construção Civil – Orientações: MTR e Integração com o Sistema Estadual SIGOR-MTR”, promovida pelo SindusconSP – Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo – e transmitida online, via YouTube, em 23/03.

Participaram também da abertura e da coordenação dos trabalhos no evento virtual, o presidente do Sinduscon-SP, Odair Senra; o diretor da Regional Sul da ABETRE – Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos e Efluentes, Odilon Amado Jr., assim como o assessor da Presidência da entidade, Diógenes Del Bel; e João Potenza, assistente executivo da Presidência da CETESB. A moderação foi de Lilian Sarrouf, coordenadora técnica do Comasp – Comitê de Meio Ambiente do SindusconSP.

A dirigente da agência ambiental paulista, que fez um breve histórico e uma explanação básica sobre a implantação e desenvolvimento do SIGOR, chamou a atenção para o fato de que o Sistema SIGOR-MTR está, desde o final de fevereiro, integrado ao SINIR – Sistema Nacional de Informações sobre a Gestão dos Resíduos Sólidos – e que em março o Módulo Construção Civil está sendo instalado em Bragança Paulista. Ela lembrou que em outros municípios o módulo já foi instalado, como São José do Rio Preto, Santos, Catanduva, Sertãozinho e Bertioga. “A ideia é sempre avançar! Ganha o meio ambiente, que pode ser cada vez mais equilibrado”, concluiu.

Odair Senra fez menção à participação do Sinduscon-SP na elaboração da Resolução Conama nº 307 e das Políticas Estadual e Nacional de Resíduos Sólidos. “São quase 20 anos participando ativamente e proporcionando, às nossas empresas e à sociedade, capacitação e soluções para a gestão dos resíduos da construção. No Estado de São Paulo, tivemos o orgulho de desenvolver com a CETESB o Módulo Construção Civil do SIGOR”, enfatizou. Ao final, agradeceu à CETESB e à ABETRE “pelo diálogo e parceria”.

O assistente executivo da Companhia, João Potenza, por sua vez, observou que exatamente em 23/03 foi publicada no Diário Oficial do Estado a Resolução nº 27 da SIMA – Secretaria Estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente, assinada pelo secretário Marcos Penido, instituindo o SIGOR-MTR. Ele também divulgou o novíssimo “Web Service”, disponível na página do SIGOR-MTR e que tem o intuito de melhorar a usabilidade do sistema e dar mais agilidade às operações dos empreendedores, possibilitando a integração de seus sistemas. Na mesma página, encontra-se disponível o Manual de Integração “Web Service”  (https://cetesb.sp.gov.br/sigor-mtr/wp-content/uploads/sites/38/2021/03/SIGOR-MTR-Manual-de-Integracao-Web-Service.pdf).

Odilon Amado e Diógenes Del Bel, da ABETRE, fizeram várias explanações essenciais e tiraram dúvidas recorrentes sobre o sistema, respondendo, junto com Potenza, as perguntas dos internautas, quase 200, a maioria profissionais do setor de resíduos sólidos da construção civil.

Texto: Mário Senaga
Prints: José Jorge
Revisão: Cristina Leite