São Paulo perde um guerreiro e militante ambiental

Morreu hoje, 16/05, no hospital Sírio Libanês, na Capital Paulista, o prefeito licenciado de São Paulo, Bruno Covas, aos 41 anos.

Um exemplo de luta e resignação, o Prefeito de São Paulo lutava contra um câncer, desde 2019. Sua trajetória foi motivo de orgulho para sua família, que teve o ex-governador Mário Covas como alicerce.

Covas graduou-se em direito pela Universidade de São Paulo – USP e em economia, pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC-SP. Iniciou a carreira política em 2004, quando se candidatou a vice-prefeito de Santos.

Sua primeira vitória nas urnas foi aos 26 anos, como deputado estadual. Foi reeleito aos 30, com o maior número de votos entre os concorrentes. Assumiu o cargo de secretário Estadual do Meio Ambiente, na gestão Geraldo Alckmin e, em 2014, venceu a eleição para deputado federal. Em 2018, foi nomeado prefeito da Capital, substituindo João Doria.

Em janeiro de 2021, Bruno Covas assumiu, como candidato eleito, a Prefeitura de São Paulo.

Para nós, da CETESB, sempre ecoaram no anfiteatro Augusto Ruschi as palavras ditas no seu discurso de posse como Secretário Estadual do Meio Ambiente, em 04/01/ 2011. “Creio na justiça, na palavra, na democracia, no parlamento, na liberdade, na honra e, acima de tudo, no povo, e por essa última razão, só posso acreditar em desenvolvimento econômico que seja pensado a serviço das próximas gerações e que só pode ser obtido de modo ambientalmente sustentável.”

Bruno Covas deixa como seu principal legado o filho Tomás, de 15 anos.