Ações ambientais aprofundam laços entre Brasil e Hungria

Diretora – presidente, Patrícia Iglecias, recebe visita de cortesia da cônsul-geral em agradecimento pela participação em encontro que reuniu 103 países.

A cônsul-geral da Hungria, Zsuzsanna László visitou a diretora-presidente da CETESB, Patrícia Iglecias, em 21/01/22, para retribuir a participação da executiva no evento Planet Budapest 2021, realizado na Hungria, entre 29/11 e 5/12/21.

Na ocasião, Zsuzsanna László entregou uma carta de agradecimento assinada pelo comissário do governo, István Joó, do Ministério das Relações Exteriores e Comércio da Hungria, responsável pela realização do evento.

No texto, ele ressalta que a pandemia do coronavírus deixou evidente que os desafios para o desenvolvimento das nações são cada vez maiores. “A crise econômica que se seguiu confirmou a necessidade de usarmos nossos recursos disponíveis de maneira mais cuidadosa para garantirmos que nossos filhos herdem um planeta habitável.”

No documento, o comissário relatou que o encontro recebeu delegações de 103 países, totalizando três mil membros, além de 20 mil visitantes e 183 empresas expositoras. “Os produtos inovadores expostos pelas empresas húngaras e centro-europeias poderão transformar nossas vidas para melhor, de forma mais sustentável, a longo prazo”, concluiu Joó.

Durante a visita, Zsuzsanna László salientou que saúda a todos que se interessam pela Hungria. “Nosso país milenar, no coração da Europa recebe, a cada ano, 250 estudantes brasileiros que são contemplados com uma bolsa do governo húngaro para estudarem na Hungria. Por outro lado, hoje, aproximadamente cem mil pessoas de raízes húngaras vivem no Brasil.”

Aproveitando o fato de haver mais de 50 empresas húngaras atuando no mercado brasileiro, Patrícia Iglecias falou sobre o Acordo Ambiental São Paulo e sugeriu à cônsul-geral a adesão por parte das empresas húngaras que atuam no Estado de São Paulo.

“Nosso objetivo, com o Acordo, é incentivar as empresas a assumirem compromissos voluntários de redução de emissão de gases de efeito estufa, a fim de conter o aquecimento global abaixo de 1,5ºC”, explicou a diretora-presidente.

A cônsul-geral se interessou pela proposta e afirmou que nos últimos anos, as relações entre os dois países têm seguido uma trajetória de ascensão permanente, e aderir ao Acordo Ambiental Sp é uma maneira de estreitar ainda maior.

A cônsul-geral da Hungria, Zsuzsanna László visitou a diretora-presidente da CETESB, Patrícia Iglecias.

Texto: Cris Olivette
Fotografia: José Jorge Neto.