Brazil Summit 2022 foca infraestrutura, capital privado e questões ambientais

Diretora – presidente da CETESB, Patrícia Iglecias, teve voz na semana brasileira em New York.

A cidade de New York, nos Estados Unidos da América, é considerada a porta de entrada do mundo. Palco ideal para a realização do Brazil Summit 2022, organizado pelo jornal Financial Times.

O encontro reuniu, em 09/05, CEOs, empresários, executivos e investidores. A diretora – presidente da CETESB, Patrícia Iglecias, foi uma das palestrantes. O objetivo foi discutir as transformações pelas quais passa o setor de infraestrutura brasileiro e o papel da iniciativa privada no desenvolvimento das novas estruturas.

Gustavo Montezano, presidente do BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDS, abriu o evento relatando que o meio ambiente se tornou um dos principais focos da instituição, especialmente no que concerne à questão climática.

A seguir foi realizado o painel “Rebuilding Brazil: An Infrastructure Comeback?” com a participação da dirigente da CETESB, além de André Clark, vice-presidente sênior do hub da Siemens Energia na América Latina e gerente geral da Siemens Brasil; André Lopes de Araujo, presidente da Shell Brasil Petróleo e Augusto Neves Dal Pozzo, advogado e sócio-fundador da Dal Pozzo Advocacia.

Os palestrantes expuseram alguns dos desafios relacionados à infraestrutura no Brasil. Um dos principais temas foi o excesso de burocracia como entrave aos investimentos do setor privado.

Patrícia Iglecias citou que a CETESB, por meio do seu programa “CETESB de Portas Abertas” conseguiu, graças ao planejamento estratégico somado ao esforço do seu corpo técnico altamente capacitado, reduzir a burocracia no estado. “A eficiência recorde da companhia foi conquistada sem qualquer flexibilização das regras de licenciamento ambiental. Num passado recente uma licença ambiental poderia levar anos para ser concedida. Hoje, o tempo caiu para 60 dias, com uma atuação da CETESB mais próxima das empresas, com intuito de orientar os projetos.” Explicou.

Patrícia Iglecias citou as diferenças com relação à infraestrutura nos estados brasileiros, deixando claro que a expertise da Companhia está à disposição dos órgãos ambientais nos três níveis da federação.

Questionada se o período da pandemia teria prejudicado as atividades da CETESB, a diretora-presidente destacou “que não houve uma queda do licenciamento. Ao contrário, a companhia conseguiu ultrapassar seu recorde de produtividade, analisando mais de 60.000 pedidos de licenças em 2021.”

Em seguida, Luiza Helena Trajano, presidente do conselho de administração do Magazine Luiza, eleita a “pessoa do ano” 2022 pela Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos, ressaltou o protagonismo da sociedade civil, especialmente das mulheres, para o desenvolvimento do país.

Outras lideranças brasileiras participaram dos painéis seguintes, e asseguraram o sucesso do Brazil Summit 2022, que repercutiu não apenas nas mídias americanas, como no jornal brasileiro Valor Econômico, com destaque para fala da diretora-presidente da CETESB.

Patrícia Iglecias teve voz no Brazil Summit 2022

Caroline Marques Leal Jorge Santos e Patrícia Iglecias

Texto: Caroline Marques Leal Jorge santos
Fotografia: Divulgação