CETESB renova frota de veículos

Agência Ambiental Paulista adquire 35 novos utilitários, que serão usados, na sua maioria, no trabalho de monitoramento e coleta de amostras de água.

A CETESB tem por objetivo assegurar o cumprimento da Legislação Ambiental, para que os padrões de qualidade das águas, do ar e do solo sejam atendidos em todas as regiões do estado de São Paulo, bem como garantir a correta preservação dos recursos naturais e da manutenção da saúde pública, de acordo com sua esfera de competência, conferida por legislação específica.

“Para a execução dessas atividades, notadamente as ligadas ao monitoramento ambiental e coleta, é fundamental contar com uma frota adequada e em condições operacionais, para percorrer as longas distâncias que envolvem o trabalho de campo, abrangendo todos os 645 municípios do Estado”, pondera a diretora-presidente da Companhia, Patrícia Iglecias.

A dirigente, acompanhada do diretor de Gestão Corporativa, Aruntho Savastano Neto, entregou, em 27/10, as chaves de dois novos utilitários, de um total de 35, adquiridos recentemente, ao diretor de Engenharia e Qualidade Ambiental, Carlos Roberto dos Santos, durante as comemorações do “Jubileu 2022” – evento em homenagem aos funcionários com mais de 20 anos de casa.

Os dois novos veículos, modelo picape, foram destinados para a Divisão de Amostragem, do Departamento de Análises Ambientais, área onde os técnicos executam o trabalho de coleta de amostras de água e sedimentos em rios, represas, praias e poços de água subterrânea em todo o território Paulista.

Os carros foram comprados por meio de pregão eletrônico, renovando em parte a frota própria da CETESB, composta atualmente por 322 viaturas, todas equipadas com ar-condicionado e direção hidráulica. Os utilitários serão utilizados, após necessárias adaptações, pelos funcionários sediados nos laboratórios do interior e pela equipe do setor de Atendimento a Emergências. Uma pequena parcela da frota será destinada, ainda, para os trabalhos de vistoria de empreendimentos objetos de licenciamento e fiscalização. “Os 35 novos veículos, na sua maioria, serão disponibilizados para diretoria de Engenharia e Qualidade Ambiental”, explica Patrícia Iglecias.

Aruntho Savastano observa que as solicitações de compras foram analisadas pelas respectivas áreas competentes da Companhia, sob os aspectos técnico-financeiros, quanto à necessidade, pertinência, prioridade e previsão orçamentária. “Os recursos para as aquisições foram oriundos de receitas orçamentárias próprias, somadas às da alienação de 140 veículos usados”, completa o diretor.

Carlos Roberto recebeu as chaves dos carros das mãos de Aruntho e Patrícia Iglecias.

Os dois novos utilitários, adquiridos em outubro

Cadeiras ergonômicas

Alguns colaboradores necessitam dos veículos modernos e bem equipados, para se locomoverem, a fim de executar tarefas fundamentais à CETESB. Igualmente importante é o mobiliário, para os funcionários.

Neste sentido, com a preocupação do bem-estar de todos e o bom desempenho operacional, a Diretoria de Gestão Corporativa adquiriu recentemente, via pregão eletrônico, 1.400 cadeiras, para todas as unidades administrativas da Companhia – sede e descentralizadas.

As cadeiras são do tipo giratórias, com encosto em tela, com sistema de regulagem de altura e do assento, além de apoio para os braços. São as chamadas cadeiras ergonômicas. Em função das características de assento regulável e encosto, cuja forma e curvatura se adaptam ao corpo, protegendo, assim, a região da lombar.

“A CETESB preza pela segurança dos funcionários”, diz o diretor de Gestão Corporativa. Por isso, segundo esclarece Aruntho Savastano, o Termo de Referência para a aquisição das cadeiras foi feito pelo setor de compras do Departamento de Suprimentos e Serviços Administrativos, juntamente com o Setor de Higiene, Segurança e Medicina do Trabalho, do Departamento de Gestão de Recursos Humanos.

A aquisição se baseou em norma regulamentadora do Ministério do Trabalho e Previdência, que estabelece parâmetros que permitem a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, de modo a proporcionar um máximo de conforto, segurança e desempenho eficiente.

A pandemia trouxe novas preocupações com a questão e sinalizou para valorização do mobiliário, com o intuito de preservar a vida e a saúde dos empregados, e com especial atenção aos aspectos ergonômicos. Os bons resultados podem ser atestados pelos acompanhamentos feitos nos exames periódicos anuais.

“O Setor de Higiene, Segurança e Medicina do Trabalho não tem mais registrado queixas dos funcionários, por exemplo, por problemas decorrentes de postura inadequada, quando estão trabalhando sentados”, finaliza Patrícia Iglecias.

A nova cadeira ergonômica

As novas cadeiras possibilitam a postura correta

Texto: Mário Senaga
Revisão: Cristina Couto
Fotografia: José Jorge Neto e Pedro Calado
Ilustração: Fernando Hisi