CETESB participa de seminário sobre Mudanças Climáticas no Equador

 

15/abril/2010

Os programas PROCLIMA e PROZONESP foram apresentados durante o encontro em Cuenca

A exemplo do que ocorreu recentemente no Rio de Janeiro, estados e municípios enfrentam frequentemente situações de emergência e calamidade pública causadas pelas alterações climáticas e ação do homem. Na maioria das vezes, os poderes públicos não estão suficientemente preparados para desenvolver estratégias de mitigação e adaptação a este fenômeno, para os quais deve haver um conhecimento e ferramentas necessárias para melhor se defrontar com o problema.

O workshop “Mudanças Climáticas: Uma Visão de Regiões”, realizado na semana passada na cidade de Cuenca, no Equador, organizado pela OLAGI -Organização Latino Americano de Governos Intermediários, com o apoio da Universidade de Cuenca e Província de Azuay, e no qual a Companhia Ambiental do estado de São Paulo – CETESB esteve representada pela secretária executiva do Proclima, Josilene Ferrer, analisou este problema de uma perspectiva abrangente e fundamentada, avaliando a magnitude dos impactos ambientais em áreas como agricultura, água, energia, social e econômico, entre outras, com o intuito de contribuir para o fortalecimento do talento humano das instituições presentes, envolvidas na construção de políticas que permitam atingir o desenvolvimento e a gestão da terra de forma mais eficiente e eficaz, e em harmonia com o meio ambiente.

Participaram como palestrantes reconhecidos especialistas internacionais, como Gustavo Wichex, do PNUD-Colômbia; Jahir Rodriguez, da Universidade Autônoma de Manizales; Olga Cavallucci, consultora internacional, e vários peritos nacionais da Universidade Andina Simón Bolivar e da Universidade de Cuenca, onde se realizou o encontro.

Josilene Ferrer, a única representante brasileira no evento, apresentou a experiência do Estado de São Paulo na agenda climática, com o desenvolvimento dos programas Proclima e PROZONESP, iniciados em 1995, e na elaboração do inventário paulista de gases de efeito estufa, que está sendo organizado com apoio do Governo Britânico.

O seminário serviu como encontro preparativo para o evento internacional sobre Terceiro Mundo e Cúpula das Regiões sobre mudanças do clima, a ser realizado até final de abril, em Montevidéu, no Uruguai. Este evento pretende expor o papel dos governos intermediários na construção e implementação de políticas públicas que irão atenuar os impactos desse fenômeno.
Texto
Renato Alonso
Fonte: www.cetesb.sp.gov.br/