Site da CETESB traz Inventário de Gases de Efeito Estufa para consulta pública

12/agosto/2010

A 7ª Reunião de Coordenação do invetário aconteceu em 06.08, na sede da Companhia.

A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo – CETESB vai submeter a consulta pública, até o mês de outubro próximo, os dados levantados por diversos setores para o Inventário Estadual de Gases de Efeito Estufa – GEE. Esta informação foi prestada pela gerente do Setor de Clima e Energia, da Divisão de Sustentabilidade e Questões Globais da Companhia, Josilene Ferrer, durante a 7a. Reunião de Coordenação do Inventário Estadual dos GEE, realizada no dia 6 de agosto último, no Auditório Augusto Ruschi, na sede da CETESB.

Josilene informou que a produção do inventário, que conta com o apoio da Embaixada Britânica, está na fase final, salientando que a cada reunião a formatação do documento vai se tornando mais clara para todos os participantes. Até o momento, as discussões e debates estiveram mais concentrados em torno da definição de metodologias, critérios e diretrizes.

O próximo encontro está marcado para 1º de outubro. O inventário, cuja conclusão está prevista para novembro de 2010, deverá permitir que se conheça com mais precisão em quais setores ocorrem as emissões, de forma que as metas de redução – de 20% abaixo dos níveis de 2005 – estabelecidas pela Lei Estadual 13.798/2009, sejam divididas entre os agentes emissores de modo justo e equilibrado, conforme a especialista.

O encontro reuniu representantes da CETESB, secretarias estaduais do Meio Ambiente, de Saneamento e Energia e dos Transportes, Companhia do Metropolitano de São Paulo – Metrô, Instituto de Eletrotécnica e Energia – da Universidade de São Paulo – USP, Fundação de Ciência, Aplicações e Tecnologias Espaciais – FUNCATE, Instituto Mauá de Tecnologia, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE, Petrobras, Federação das Indústrias do Estado de São Paulo – FIESP e Associação Brasileira de Cimento Portland – ABCP, além de entidades como Ícone e Iema, e pesquisadores de universidades paulistas.

Texto
Cristiane Pappi
Fonte: CETESB