Ácidos/Bases

Segundo a estatística anual de casos de intoxicação e envenenamento do Sistema Nacional de Toxicovigilância (SINITOX), a principal causa de intoxicação no Brasil é o acidente, responsável, anualmente (desde 1985) por aproximadamente 60% do total de casos registrados(15). A intoxicação pode manifestar-se no local da exposição, ou seja, na pele, no trato respiratório ou no sistema digestivo.

A soda cáustica em solução ou na forma sólida provoca a elevação do pH quando em contato com o solo ou água, acarretando poluição e degradação do meio ambiente, causando prejuízos à fauna. O contato direto da água com o produto pode causar uma reação exotérmica violenta.

Acidentes com caminhões transportando soda cáustica ou outras substâncias ácidas são comuns e podem causar mortandade em rios e represas próximos das estradas, pois freqüentemente há vazamento do produto, que pode alcançar a rede de águas pluviais. Quando a substância atinge um corpo d’água, além do efeito tóxico inerente à substância envolvida no derramamento, ocorrem os efeitos adversos da redução do pH.