Detectado buraco na camada de ozônio no Polo Norte

da Deutsche Welle

Pesquisador alemão diz que camada de ozônio sobre o Ártico está mais fina. Fenômeno se deve a massas de ar especialmente frias. Afinamento já havia sido descrito em 2011.Um cientista alemão detectou o que diz ser o primeiro buraco na camada de ozônio acima do Polo Norte. Nas últimas duas semanas, a espessura da camada sobre o Ártico vem mostrando estar menor do que a que define o buraco sobre a Antártida, no Polo Sul. A afirmação foi feita nesta quarta-feira (25/03) por Markus Rex, diretor do departamento de Física Atmosférica no Instituto alemão Alfred Wegner…

Fonte: Deutsche Welle/TERRA.COM > Notícias > Ciência