Câmara Ambiental da Indústria de Couros reinicia atividades

Com a presença do presidente da Cetesb, Carlos Roberto, a Câmara Ambiental da Indústria de Couros, Peles, Assemelhados e Calçados retomou suas atividades, em 25/10. O setor produtivo agrega 2.422 indústrias, com um total de 46.321 funcionários, principalmente, distribuídos nas regiões de Franca, Birigui e Jaú.

A Câmara, instalada em 1998, empossou como presidente César de Barros, do Comitê da Cadeia Produtiva de Couro, Calçados e Artefatos (Comcouro), como secretária-executiva Flávia Vasconcelos, da Agência Ambiental de Bauru e como suplente Alessandro Palma, de Franca.

Carlos Roberto ressaltou a importância da retomada dos trabalhos da Câmara Ambiental, a quinta a ser reinstalada em 2017. “Parabenizo o setor por reiniciar os trabalhos da câmara ambiental. Progresso econômico e sustentabilidade devem caminhar juntos em prol do desenvolvimento”, frisa.

As Câmaras Ambientais são colegiados de caráter propositivo e consultivo, que objetiva promover a melhoria ambiental a partir do trabalho conjunto entre o poder público, representado pela Cetesb, e os setores produtivos. Zuleica Perez, gerente do Departamento de Desenvolvimento Institucional e Estratégico da Cetesb coordena e orienta as ações desenvolvidas pelas Câmaras Ambientais.

Ao final da reunião, ficou agendado o próximo encontro da Câmara, a ser realizado na cidade de Franca, interior do Estado, no Sindicato das Indústrias de Calçados (Sindifranca), em 12 de dezembro.

Texto/fotos: Cristina Couto