O Brasil perdeu um visionário nas questões ambientais e indígenas

Morreu o jornalista Washington Novaes, aos 86 anos, em Goiânia.

Uma perda que causou grande comoção no meio jornalístico e ambiental. Faleceu ontem, 24/08, o jornalista Washington Novaes, aos 86, em Aparecida de Goiânia, cidade na região metropolitana de Goiânia.

Novaes foi um dos pioneiros na cobertura jornalista sobre as questões ambientais e dos povos indígenas no Brasil. Produziu documentários e lançou livros sobre os temas. O jornalista foi editor do Globo Repórter e do Jornal Nacional.

Recebeu diversos prêmios, como o Esso especial de Ecologia e Meio Ambiente, em 1992, e o Professor Azevedo Netto, em 2004.

Em 2015, o jornalista foi um dos condecorados com a Medalha João Pedro Cardoso, entregue para personalidades que contribuíram de forma relevante para a educação, a preservação e a recuperação ambiental do estado de São Paulo.

A homenagem foi um marco nas comemorações feitas pela antiga secretaria estadual de Meio Ambiente, na semana do meio ambiente de 2015. “Hoje é um dia triste, o Brasil perdeu um grande jornalista e defensor das questões ambientais e indígenas. Condecorar Washington Novaes na semana do meio ambiente foi e será um grande e saudoso momento de alegria.” Confessa Patrícia Iglecias, diretora – presidente da CETESB e secretaria estadual do Meio Ambiente no ano de 2015.