Laboratório da CETESB é ampliado e modernizado

Patrícia Iglecias e Carlos Roberto dos Santos inauguram as novas instalações do laboratório, na cidade de Taubaté, no Vale do Paraíba, com 450 m² e capacidade para realizar 4.500 ensaios por mês.

O recém-reformado laboratório de análises ambientais da CETESB – Companhia Ambiental do Estado de São Paulo, em Taubaté, teve, em 05/10, duas cerimônias de inauguração. A primeira simbólica, feita durante evento de uma multinacional instalada no munícipio, e contou com a participação do governador João Doria e da diretora-presidente da CETESB, Patrícia Iglecias, que juntos descerraram a placa comemorativa.

Em seguida, a dirigente da CETESB, em companhia do diretor de Engenharia e Qualidade Ambiental, Carlos Roberto dos Santos, convidaram para uma visita as novas instalações do laboratório os gerentes das agências ambientais da região e o corpo técnico presente.

“O investimento significativo de R$ 2 milhões foi possível por meio do FEHIDRO. Nós temos muito orgulho da estrutura que o nosso Estado tem hoje. Vemos o quanto a CETESB realizou ao longo de seus 53 anos de atividades. Eu tenho grande satisfação por passar esse período da vida trabalhando na empresa. Tenho orgulho do trabalho de cada um. A CETESB não é um ente etéreo, são as pessoas que fazem essa companhia, que é uma referência não só no Brasil, mas internacionalmente, sempre reconhecida e valorizada. Isso não surge do nada, mas sim porque cada pessoa que compõe a companhia faz a sua parte e dessas pequenas partes nós temos o que é a CETESB hoje.”

Carlos Roberto dos Santos comemorou a oportunidade de inaugurar as novas instalações do laboratório de análises múltiplas da região de Taubaté. “Agradeço a ajuda do DAEE, que cede o espaço no qual a agência ambiental e o laboratório estão instalados e ao FEHIDRO, que financiou essa obra.”

Segundo ele, as unidades da CETESB e a população da região ganham com esse novo espaço que, entre outras atividades, realiza as análises de balneabilidade das praias. “A agência de Taubaté monitora, semanalmente, 98 praias do Litoral Norte de São Paulo, uma atividade que não é comum ocorrer com essa intensidade em nenhuma cidade do mundo. Agora temos um laboratório novo, amplo e bem equipado, para que a população tenha segurança nas informações fornecidas.”

A presidente ressaltou o fato de o laboratório ser certificado internacionalmente. “Com a nova estrutura daremos continuidade ao trabalho de excelência realizado e vamos continuar a contribuir com outros estados brasileiros. É meu desejo que a CETESB siga avançando.”

Laboratório
Depois de operar por 40 anos, o Laboratório de Taubaté passou por processo de modernização e de ampliação. Agora conta com 450 m² e capacidade para realizar 4.500 ensaios por mês. As obras foram finalizadas em dezembro de 2020, já as instalações dos novos equipamentos foram concluídas em setembro último.

O novo espaço conta com 17 colaboradores ocupando as seguintes posições: gerente, corpo administrativo, técnicos especialistas em amostragem e em ensaios em campo, encarregado de laboratório, técnicos nos laboratórios físico-químico, microbiológico e ecotoxicológico.

A rotina da equipe vai incluir coletas e análises decorrentes de atendimento às atividades de fiscalização de fontes de poluição das agências ambientais da CETESB em Taubaté, São José dos Campos e São Sebastião. Será dado atendimento de emergências ambientais na região, que abrange 39 municípios e tem população aproximada de 2,5 milhões de habitantes.

As atividades do laboratório incluem, ainda, atendimento a programas de monitoramento da CETESB de águas superficiais e águas subterrâneas, nas UGRHIs 1, 2 e 3. Além de monitoramento semanal de 98 praias do Litoral Norte, para o programa de balneabilidade de praias da companhia nos quatro municípios da região – Ubatuba, Caraguatatuba, São Sebastião e Ilhabela.

O laboratório dará suporte a outras regiões do estado, com o recebimento de amostras para análises de metais – região de Marília – e ensaios ecotoxicológicos – região de Campinas.

O valor de R$ 2 milhões aplicado nas obras foi custeado pelo FEHIDRO – Fundo Estadual de Recursos Hídricos. A reforma, inserida no projeto de Ampliação das Ações de Monitoramento de Estações de Tratamento de Esgoto e Melhoria da Rede Básica da CETESB, tem contrapartida da agência ambiental de R$ 700 mil, distribuídos entre ações de monitoramento das ETEs – Estação de Tratamento de Esgoto e corpos receptores nas UGRHIs – Unidades de Gerenciamento de Recursos Hídricos: 1 – Serra da Mantiqueira, 2 – Paraíba do Sul e 3 – Litoral Norte, além de cursos ministrados por técnicos da companhia a representantes dos três comitês de bacias hidrográficas.

 

Texto: Cris Olivette
Revisão: Cris Leite
Fotos: Pedro Calado