Laboratório de Limeira é ampliado e recebe equipamentos modernos

IMG_8183 (1)

O secretário estadual do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e o presidente da Cetesb, Otavio Okano, visitaram hoje (22/7) as dependências da Divisão de Laboratório de Limeira, que vem passando por processos de ampliação, modernização e aquisição de novos equipamentos. As modificações visam atender às crescentes questões ambientais da região e também atuar, de forma mais efetiva, no controle da poluição e no diagnóstico de análises, em matrizes líquida e sólida, para cumprimento de dispositivos legais. Para realização e conclusão da obra, no montante, foram aplicados cerca de R$ 900 mil, sendo cerca de R$ 550 mil na ampliação do prédio e R$ 350 mil na aquisição de equipamentos.

O laboratório está instalado, juntamente com a Agência Ambiental de Limeira, desde setembro de 2006, em imóvel cedido pela Prefeitura, à Av. Vitório Bortolan, 1.450, no bairro Parque Abílio Pedro, em Limeira. Realiza amostragens de vários municípios da região e atende a demandas provenientes das Agências Ambientais de Americana, de Piracicaba e até da Sede da Cetesb, além de Limeira. Atua em amostragens para o monitoramento da qualidade das águas superficiais e subterrâneas, da qualidade do ar e também no monitoramento de áreas contaminadas, sendo que esta tem apresentado uma demanda crescente nos municípios da região. Seu gerente é o Antônio Rugue.

IMG_8134

O secretário Ricardo Salles, que assumiu recentemente a SMA, ficou entusiasmado ao ver os novos aparelhos e elogiou a iniciativa. Destacou que anteriormente as amostras levavam 12 dias para ficarem prontas e agora 10 amostras saem em apenas um dia. “Melhora na tecnologia redunda na melhoria e maior eficácia nos resultados”. Lembrou que a Cetesb tem muito prestígio e, mais uma vez, exaltou o seu quadro de funcionários, ressaltando que “são competentes e idealistas”. Disse ainda que, na medida que sua agenda permitir, pretende participar de todos os eventos importantes da agência ambiental paulista. O prefeito de Limeira, Paulo Hadich, também prestigiou o encontro, assim como o gerente da Agência Ambiental de Limeira, Adilson José Rossini, e muitos funcionários da Cetesb e autoridades da região.

O presidente Otavio Okano, por sua vez, mostrou sua satisfação e fez questão de agradecer à presença do secretário Ricardo Salles. “É a primeira que um secretário de Estado participa de evento de inauguração de laboratório da Companhia”, chamou a atenção para o fato. E não escondeu seu orgulho, não só como dirigente mas também por ser funcionário antigo e de carreira na Cetesb, tendo, entre outras experiências, estado à frente de atividades laboratoriais, recordando que “a ampliação era um sonho de 10 anos, que está sendo concretizado”.

IMG_8095

Modernização laboratorial

Além do já mencionado acima, em 2010, o laboratório de Limeira iniciou os ensaios de granulometria em sedimento, utilizando a técnica de peneiramento e sedimentação, aprimorada, em 2012, com a aquisição do analisador de partículas – otimizando espaço físico, reduzindo tempo de análise e conseguindo maior exatidão nos resultados obtidos. Seguindo a linha de sedimentos, hoje, além das análises granulométricas, o laboratório executa ensaios de carbono orgânico total, mercúrio e umidade nessa matriz ambiental.

A ampliação predial (de 263 m² para 410 m²), que possibilitou dobrar a capacidade analítica (de 1.000 para 2.000 ensaios/mês) e aumentar a dedicação a análises em matrizes sólidas e sedimentos, deu-se em cumprimento a exigências técnicas para licenciamento prévio feitas à empresa Braskem S/A.

A aquisição de equipamentos novos, destinados a ensaios analíticos em matriz sólida e sedimentos, resultou também de cumprimento a exigências técnicas à empresa Orion Engineered Carbons Ltda..

Entre os equipamentos adquiridos estão: agitador de peneiras – utilizado para efetuar ensaios e separação de materiais sucessíveis a serem classificados pelo tamanho de grãos; agitador tipo Wagner – utilizado para a dispersão física dos solos em suspensão, por intermédio de movimentos rotativos de 360º; analisador de partículas por difração a laser – utilizado para o ensaio de granulometria pela técnica de medição do tamanho de partículas por difração de luz (sistema tri-laser); balanças, analítica e eletrônica – utilizadas para análise de determinada grandeza em condições controladas; forno mufla – utilizada para a queima ou calcinação de materiais em condições controladas de temperatura; e quarteador multicanal – utilizado para obter amostras adequadas à classificação e que sejam representativas do lote de grãos, pós, cereais e outros em análise.

IMG_8161

Texto: Rosely Ferreira

Fotografia: Pedro Calado