SMA interdita aterro sanitário de Santa Cruz do Rio Pardo

Santa Cruz do Rio Pardo 02
O secretário estadual do Meio Ambiente, Ricardo Salles, interditou na quinta-feira, 2/2, o aterro sanitário do município de Santa Cruz do Rio Pardo. Acompanharam o secretário na ação o comandante da PM Ambiental, Coronel Alberto Sardilli, e o diretor de Controle e Licenciamento Ambiental da Cetesb, Geraldo do Amaral.

A área era utilizada para descarte irregular de lixo, ação que provocou derrame de chorume, contaminação do solo e emissão de gases para atmosfera.

Santa Cruz do Rio Pardo possui 46.893 habitantes e gera, aproximadamente, 34,11 toneladas dia de lixo doméstico. Segundo a última vistoria, feita pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), em outubro do ano passado, o descarte de resíduos era feito sem nenhum sistema de proteção ambiental. A Cetesb aplica, desde 2013, penalidades pelo funcionamento inadequado do local.

Com a interdição a Prefeitura deve encaminhar os resíduos da cidade para outro aterro, que deve ser licenciado pela Cetesb.

Durante a interdição, Salles salientou “que área será vistoriada periodicamente por técnicos da Cetesb e da Polícia Militar Ambiental, com o objetivo de verificar se o mesmo continua paralisado.”

Santa Cruz do Rio Pardo 03

O secretário do Meio Ambiente, Ricardo Salles, assina a interdição do lixão

Santa Cruz do Rio Pardo 04

Santa Cruz do Rio Pardo 06