Treinamento sobre Estratégias para a Gestão Adequada de Produtos Químicos

A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB), na qualidade de Centro Regional da Convenção de Estocolmo sobre POPs – Poluentes Orgânicos Persistenes, em conjunto com a Agência Sueca para Substâncias Químicas (KemI), Agência Internacional de Desenvolvimento da Suécia (Sida) realizou no período de 22 a 25 de outubro, em sua sede, em São Paulo, o primeiro “Treinamento Internacional sobre Estratégias para a Gestão Adequada de Produtos Químicos”.

Esse Treinamento, pioneiro para a Região da América Latina e Caribe (GRULAC), objetiva construir capacidades técnicas e legais para que apoiar a melhoria do desempenho dos países na avaliação e gestão de produtos químicos industriais, ainda muito limitados, por meio da implementação de mecanismos e instrumentos para o controle e a gestão adequada de Produtos Químicos e Resíduos.

Países em desenvolvimento, como o Brasil, entre outros da Região do GRULAC, vêm se esforçando para estabelecer instrumentos regulatórios para disciplinar algumas substâncias, aplicações e usos específicos, como o mercúrio metálico, pesticidas, produtos de limpeza higiênicos, aditivos alimentares, cosméticos e outros.

Por isso, a CETESB como Centro Regional se soma aos esforços de fortalecimento dos países da GRULAC, das instituições brasileiras investindo em capacitação e formação técnica, além de criar canais efetivos para a execução da gestão de produtos químicos.

O Centro CETESB

O Centro Regional atende os países da região da América Latina e Caribe (GRULAC) e outras regiões de interesse, como os países africanos de língua portuguesa, a fim de fortalecer os governos, por meio do desenvolvimento de capacidades e da transferência de tecnologia, disponibilizando seus conhecimentos acumulados em mais de 50 anos de sua existência.
Este Programa é fruto de um projeto que começou a ser gerido em 2015, quando da nossa participação no Programa “Estratégia para Gerenciamento de Produtos Químicos” realizado em Estocolmo/Suécia, para que fosse disseminado no Brasil e nos países do GRULAC.