Publicado estudo de baixo carbono para a indústria paulista

A Secretaria de Estado do Meio Ambiente e a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB) publicaram um amplo primeiro estudo exploratório sobre as emissões de gases de efeito estufa (GEE) de setores industriais no estado, mostrando as tendências e comportamento dessas emissões para 2030.

O “Estudo de Baixo Carbono para a Indústria do Estado de São Paulo de 2014 a 2030” reúne cinco publicações, o relatório síntese e quatro relatórios setoriais (cimento, química, cal e siderurgia) que apresentam tecnologias de baixo carbono para estes setores da indústria paulista para os próximos 11 anos.

O estudo avaliou economicamente medidas e tecnologias que visam à redução das emissões de GEE e os cenários explorados foram projetados de 2014 a 2030, tendo como base o ano de 2013. As reduções de emissões proporcionadas ao longo do período analisado por cada opção tecnológica foram consolidadas em um gráfico, que representa os potenciais de mitigação de cada alternativa.
Também foi abordado o potencial de mitigação existente nas ações referentes à eficiência energética, tanto térmica como elétrica; na substituição de combustíveis fósseis por renováveis; e na introdução de medidas de captura de GEE.

A conclusão deste estudo exploratório, elaborado com a participação de especialistas nos diversos setores da indústria, e parte de cooperação técnica entre a CETESB e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), foi a de que, considerando as premissas adotadas, todas as medidas para os quatro setores avaliados, teriam um potencial de mitigar 78,4 milhões de toneladas de CO2, até o ano de 2030, em um cenário de crescimento econômico.