CETESB realiza ações educativas no Terminal de Cargas Fernão Dias

Técnicos da companhia realizaram testes de emissão de fumaça preta em veículos movidos a diesel

A CETESB realizou nesta quinta-feira (18/07), no Terminal de Cargas Fernão Dias, zona norte da capital, uma campanha de conscientização a motoristas de caminhões a diesel, para manterem seus veículos regulados e assim evitar a emissão de fumaça preta e prejuízos à qualidade do ar na Grande São Paulo. Dos 40 veículos verificados, apenas quatro foram reprovados nos testes.

Durante o inverno, as condições meteorológicas são desfavoráveis à dispersão dos poluentes e o excesso de material particulado presente na atmosfera acaba penetrando nos pulmões e provocando complicações respiratórias, principalmente em crianças e idosos. “Por essa razão, é importante que os motores dos veículos a diesel estejam sempre bem regulados”, observou Daniel Egon Schmidt, gerente do Setor de Controle de Emissões de Veículos em Uso da CETESB.

Durante o trabalho de conscientização foram feitos testes de opacidade (com equipamentos eletrônicos que analisam a fumaça emitida pelo escapamento do veículo) e demonstrações sobre o método utilizado para avaliar a qualidade do ARLA 32, agente líquido de uso obrigatório para os veículos fabricados a partir de 2012 que, ao ser injetado no catalisador, reduz a emissão dos óxidos de nitrogênio (NOx).

As federações das Empresas de Transporte de Carga do Estado de São Paulo (Fetcesp) e a dos Caminhoneiros de Carga em Geral do Estado (Fetrabens), disponibilizaram unidades móveis de medição dotadas com opacímetros. Os testes tiveram caráter voluntário e os veículos que apresentaram irregularidade os motoristas não foram multados, mas orientados à procurarem oficinas credenciadas pela CETESB para fazerem a manutenção e regulagem correta dos motores.

A atividade aconteceu em parceria com a Associferdi – Associação dos Empresários de Transportes de Cargas do terminal, considerado um dos maiores do país, com um movimento diário de mais de quatro mil caminhões. A campanha integra as ações da Operação Inverno deste ano. “Para agosto, realizaremos a segunda megaoperação de fiscalização contra a emissão de fumaça preta, nas principais rodovias paulistas de acesso à capital”, adiantou o diretor de Engenharia e Qualidade Ambiental da CETESA, Carlos Roberto dos Santos.

O balanço de fiscalização de fumaça preta em 2018 foi de 10.403 autuações. A multa para condutores de veículos emitindo fumaça preta acima do permitido por lei é de 60 Unidades Fiscais do Estado de São Paulo (UFESP), correspondente à R$ 1.591,80, dobrando o valor no caso de reincidência.

Para incentivar a manutenção corretiva do veículo, o valor da multa não reincidente pode ser reduzido em 70%, desde que o veículo seja posteriormente reparado e haja a constatação mediante realização de teste de opacidade em unidade operacional cadastrada no PMMVD – Programa de Melhoria da manutenção de Veículos Diesel.