CETESB participa da Cúpula de Líderes do Pacto Global da ONU

A diretora-presidente da CETESB, Patrícia Iglecias, participou do importante evento internacional anual, em um debate sobre os ODS

Entre os dias 15 e 16 de junho, ocorreu a Cúpula de Líderes do Pacto Global da ONU. O evento anual reuniu mais de 25.000 líderes de negócios, Governo, ONU e Sociedade Civil, em 26 horas de programação virtual contínua – incluindo mais de 100 sessões globais, regionais e locais.

A Cúpula de Líderes do Pacto Global da ONU 2021 visou elevar a ambição corporativa para uma ação coletiva estratégica sobre os ODS, com objetivos focados e caminhos claros para a recuperação da crise climática, pandemia global, aumento das disparidades econômicas e aprofundamento das desigualdades sociais. A Cúpula de Líderes deste ano articulou as áreas temáticas prioritárias destacadas no novo plano estratégico do Pacto Global da ONU e enfatizou os planos de ação locais e regionais.

A diretora-presidente da CETESB, Patrícia Iglecias, foi uma das convidadas para uma das sessões, a “Blue Keepers – promovendo a economia circular para o plástico para combater o lixo no mar e a poluição costeira”, que contou ainda com Roberto Simões, CEO, Braskem S.A., e Prof. Dr. Alexander Turra, do Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo e titular da Cátedra UNESCO de Sustentabilidade Oceano. A sessão esteve sob mediação de Marcelo Linguitte, diretor de operações da Rede Brasil do Pacto Global.

Blue Keepers é um hub nacional criado para combater a poluição do plástico em rios e oceanos no Brasil por meio do fomento de ações locais, principalmente, voltadas à promoção de uma economia circular do plástico no âmbito empresarial e na melhoria dos sistemas de limpeza urbanamunicipal, com o objetivo de obter ganhos nacionais. A iniciativa surgiu da percepção de que a poluição por plástico em rios e oceanos é um problema complexo demais para qualquer um resolver sozinho, e ações dispersas provavelmente não terão um resultado tão positivo quanto poderiam se estivessem todas vinculadas a uma estratégia robusta. Esse é um desafio que exige o engajamento de diversos atores, parcerias, conhecimentos diversos e mudanças sistêmicas compostas por ações de médio e longo prazo.

Falando sobre as expectativas em relação aos resultados do projeto Blue Keepers, a diretora-presidente da CETESB comentou que o projeto permite que outras iniciativas surjam, avançando para outros temas, para além da questão do mar, congregando os setores públicos, privados e academia. “Acredito no trabalho conjunto, trazendo a pesquisa para ações concretas, com garantias à sustentabilidade e ao crescimento econômico”.

Patríca Iglecias ainda mencionou que projeto Blue Keepers vai ao encontro do preconizado no Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 17 que trata das Parcerias. “Somente juntos vamos avançar na agenda ambiental”, conclui a diretora.

Texto: Cristina Leite
Printes: Pedro Calado
Capa: Kissy Harumi