“Conversando Com Quem Faz a Diferença”

Programa da TV GCSM teve participação do secretário estadual de Justiça e Cidadania, Fernando José da Costa, e da diretora – presidente da CETESB, Patrícia Iglecias.

A diretora-presidente da CETESB, Patrícia Iglecias, participou, em 09/09, do programa “Conversando Com Quem Faz Diferença”, da TV GCSM – Global Council of Sales Marketing, transmitido ao vivo pelo YouTube e canais oficiais da GCSM nas redes sociais, onde foi homenageada, por suas iniciativas à frente da agência ambiental paulista.

Ao lado de outros participantes do programa – pela primeira vez realizado presencialmente, após o início da pandemia –, como o secretário estadual de Justiça e Cidadania, Fernando José da Costa, e a gerente sênior de Riscos e Controles Internos da United Health Group, Viviane Elias Moreira, igualmente agraciados, Patrícia Iglecias debateu o tema “Diversidade e Inclusão”. A mediadora do encontro foi Laura Salles, fundadora da PLURIEbr.

Segunda Laura, no IDH – índice de desenvolvimento humano – dos países, do relatório da ONU, o Brasil ocupa a 8ª colocação em diferença de renda. O IDH considera também disparidades na educação e na reinserção no mercado de trabalho. Conforme informou, empresas brasileiras se engajam no tema diversidade e inclusão, e quase a totalidade delas pretende ampliar suas iniciativas, porém constata-se uma descontinuidade de trabalhos em muitos casos.

A presidente da CETESB lembrou que no âmbito da Companhia, que completou 53 anos de existência, desde 1988 esses direitos foram garantidos, mas, por vezes, só formalmente, e não efetivamente implantados. Por isso, um dos focos de sua gestão foi a igualdade de gênero, como preconizada pela ONU no ODS – Objetivo de Desenvolvimento Sustentável nº 5.

Ela observou “que os assuntos foram surgindo e necessitando de soluções.” Chamou a atenção para o fato de que atualmente o número de mulheres na Companhia chega praticamente a 50%, assim como se mostra equilibrado o número de mulheres em cargos gerenciais. Citou a determinação, desde 2020, por Decisão de Diretoria, no sentido de que qualquer evento da agência ambiental paulista tenha, no mínimo, 25% de mulheres entre os componentes da mesa de debates.

Recordou que nas dependências da sede da CETESB há uma sala especialmente criada como apoio para o atendimento de funcionárias lactantes, o “Espaço Mãe”, um local adequado para a retirada e armazenamento do leite materno durante a jornada de trabalho, dentro do conceito “Melhor Ambiente de Trabalho”.

Patrícia Iglecias falou, ainda, da importância de iniciativas de diversidade e inclusão partirem dos cargos principais da empresa, ressaltando que ela é a primeira mulher a presidir a Companhia, desde sua fundação, como, aliás, no governo Doria há várias mulheres secretárias de Estado.

Destacou que, em 2019, a CETESB recebeu o selo da ONU “Women on Board”, em reconhecimento ao fato de a Companhia contar com duas mulheres em seu Conselho de Administração, hoje, são quatro. “Acredito que temos que continuar nesse sentido. Vamos dar espaço às mulheres para que elas possam trazer suas contribuições”, concluiu.

O secretário Fernando José da Costa, por sua vez, enfatizou que o tema é tratado diariamente em sua Secretaria. Disse que o Estado de São Paulo possui 138 Delegacias da Mulher, representando 40% das delegacias desse tipo no país, o objetivo é chegar a 150, além da criação da primeira Delegacia da Mulher Online.

Mencionou as formações da “Sala da Mulher” e da Delegacia da Diversidade. Informou que na Secretaria são promovidos debates sobre o assunto, assim como ações reativas e punitivas.

Viviane Elias Moreira abordou os principais riscos da diversidade, explicando que a governança é a base de tudo, para que as iniciativas em prol da diversidade e inclusão funcionem. “O exemplo prático de mitigação de riscos é entender a diversidade e a inclusão é conhecer o diverso. Se os empreendedores não levarem a diversidade em conta serão cobrados pelos seus clientes.”

Confira o programa gravado, na página da TV GCSM: https://www.youtube.com/watch?v=Ft5EcAEjqN8

Texto: Mário Senaga
Revisão: Cristina Leite
Fotos: José Jorge