Refinaria Presidente Bernardes é penalizada por acidente ambiental

A CETESB, por intermédio da sua Agência Ambiental de Cubatão, penalizou, em 09.08, em 5.001 Unidades Fiscais do Estado de São Paulo – UFESPs, no valor de R$ 17,45 cada unidade, a Refinaria Presidente Bernardes da Petrobras, por causar inconvenientes ao bem estar público, bem como prejuízo as atividades normais da comunidade, pesca e recreação, no Rio Cubatão.
O aparecimento, no início da manhã de 06.08, de placas de espuma branca, ao longo do Rio Cubatão, motivou o acionamento de especialistas da Companhia. Ficou constatado, em vistoria realizada ao longo do Rio, que o produto tinha como origem a Refinaria Presidente Bernardes. Segundo a Petrobras, durante a madrugada, aproximadamente às 02h50, ocorreu um início de incêndio, em uma das unidades da refinaria, e o produto LGE – líquido gerador de espuma – foi utilizado no combate ao início de fogo.
A espuma foi encontrada ao longo do curso do Rio, da ponte da barragem da Refinaria até a ponte férrea, entrando pelo estuário. O incêndio, que durou aproximadamente 35 minutos, aconteceu em uma bomba utilizada para expelir jatos de Nafta. O LGE possui fatores biodegradáveis e quando se misturou com a água, utilizada no combate ao incêndio, acabou atingindo a galeria de águas pluviais, em forma de espuma, que chegou até o Rio.