Reflexão sobre sustentabilidade é proposta de livro da USP

Especialista da CETESB é uma das autoras da publicação online

O princípio de sustentabilidade apregoa que o uso dos recursos naturais não pode comprometer as necessidades das gerações futuras. Torna-se vital uma estratégia de ação, a curto e longo prazo, que assegure o crescimento econômico paralelo da proteção aos ecossistemas, da erradicação da pobreza, do enfrentamento das alterações climáticas, entre outros.

A publicação online “Inovação nas práticas e ações rumo à sustentabilidade”, idealizada pela Faculdade de Saúde Pública, da Universidade São Paulo USP, reflete a interdisciplinaridade necessária para compreender e propor possíveis encaminhamentos às questões socioambientais, que marcam a dinâmica da sociedade atual. A gestão de resíduos, o gerenciamento dos recursos hídricos, os riscos socioambientais, as dinâmicas urbanas e os impactos na qualidade de vida são temas abordados pelos autores.

Assim, no capítulo cinco, Cely Roledo, da divisão de Laboratório de Taubaté, da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo CETESB, em parceria com Gabriela Di Giulio, professora da Faculdade de Saúde Publica da USP, levam o leitor a uma reflexão sobre a importância da transparência e do acesso à informação como condições necessárias no processo de gerenciamento da água.

“Com base nos resultados de uma pesquisa, sobre a atuação do Comitê das Bacias Hidrográficas do rio Paraíba do Sul (CBH-PS), no estado de São Paulo, o capítulo propõe uma análise sobre como a falta de divulgação de dados e de processos decisórios pode se tornar uma barreira na efetivação de um modelo de gestão hídrica integrado, participativo e descentralizado,” explica Cely.

Cely Roledo

Cely Roledo, da divisão de Laboratório de Taubaté, da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo – CETESB

Acesse a publicação