CETESB entrega Licença de Operação ao parque Thermas dos Laranjais

A direção do parque Thermas dos Laranjais recebeu nesta segunda-feira (15/07) da CETESB a Licença Ambiental de Operação de Regularização, após ter equacionado questões ambientais e assumido o compromisso de tratar seus efluentes, que passarão a ser direcionados à Estação de Tratamento de Esgoto do município – em fase de conclusão -, incluindo os resíduos gerados no Zoológico Mário Covas, instalado no interior do empreendimento.

Localizado na estância turística de Olímpia, a 438 quilômetros da capital paulista, o parque aquático é o mais visitado do Brasil e da América Latina e o quarto mais procurado em todo o mundo, abastecido pelas águas quentes do Aquífero Guarani. Caso, no prazo de seis meses, a ETE Olhos d´Água não seja concluída, o Thermas dos Laranjais construirá uma ETE compacta para tratar seus efluentes, atendendo aos padrões de lançamento estabelecidos em lei estadual.

“Este é mais um exemplo da política de portas abertas adotada pela CETESB, que passou a receber tanto os municípios como empreendedores, para entender as suas dificuldades e orientar nas melhores soluções”, afirmou a diretora-presidente da Agência Ambiental paulista, Patrícia Iglecias, no ato da entrega da LOR ao representante do parque aquático, em seu gabinete.

Para o vice-presidente do Thermas dos Laranjais, Jorge Noronha, a postura adotada pela CETESB, de orientação técnica para regularização das pendências ambientais, “foi fantástica e com uma resposta rápida, viabilizando definitivamente o nosso empreendimento”, disse.

Para o secretário estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido, quando existe a intenção de se praticar uma política de desenvolvimento sustentável, “é possível compatibilizar os interesses ambientais e econômicos, para se trazer o desenvolvimento e o melhor emprego”, observou.

No ato de entrega da licença, também estiveram presentes o prefeito de Olímpia, Fernando Augusto Cunha, o deputado estadual Geninho Zuliani (DEM) e o diretor de Avaliação de Impacto Ambiental da CETESB, Domenico Tremaroli.