CETESB apresenta balanço da gestão no CONSEMA

Na última reunião do ano, em 21/12, a Companhia Ambiental aprovou, também, por unanimidade, a nova classificação das sub-regiões quanto a qualidade do ar.

A diretora-presidente da CETEB, Patrícia Iglecias, apresentou, em 21/12, na 418ª e última reunião do ano do CONSEMA – Conselho Estadual do Meio Ambiente, os resultados conquistados durante a atual gestão.

Receberam destaque, pela dirigente, o aumento de produtividade de mais de 23% em relação à gestão anterior, com uma média de aproximadamente 60 mil solicitações de licenciamento ambiental atendidas por ano, ou 225 atendimentos por dia útil.

Durante o período, também, seguindo o aprimoramento do licenciamento ambiental, a correspondente arrecadação financeira da atividade teve uma elevação significativa de R$ 233 milhões para R$ 370 milhões.

“Conceder essas informações na última reunião do CONSEMA, em 2022, é motivo de orgulho para mim, para os Diretores e principalmente para os colaboradores da CETESB. Juntos provamos que a Companhia, em seus 54 anos de trajetória, é a maior agência ambiental da América Latina,” comemora a diretora-presidente.

No portfólio da Companhia, em âmbito estadual, se destacam, entre outros, 55.018 empreendimentos licenciados, sendo 13.210 na Região Metropolitana de São Paulo, e a distribuição de suas atribuições de controle e licenciamento, atualmente, por 46 agências ambientais, e trabalhos de análises ambientais realizados por 18 laboratórios próprios.

Muitos outros trabalhos e iniciativas foram objeto de atenção especial, pela Companhia, com ações que asseguram a sustentabilidade e qualidade de vida da população do Estado.

Finalmente, Patrícia Iglecias repetiu o agradecimento aos empregados da CETESB, pelo empenho, principalmente nos últimos anos, que foram difíceis e atípicos, em função da pandemia.

Aprovação por unanimidade

A gerente da Divisão de Qualidade do ar da CETESB, Maria Lúcia Guardani, apresentou na 418ª Reunião do CONSEMA, a nova classificação das sub-regiões quanto a qualidade do ar, de acordo com os critérios estabelecidos no Decreto Estadual nº 59113/2013.

A classificação, considerou os dados obtidos na rede de monitoramento da qualidade do ar da CETESB, no período de 2019 a 2021, e foi aprovada por unanimidade, pelos 28 Conselheiros presentes na reunião.

Presenças

Estiveram presentes na reunião o Secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente, Fernando Chucre, o Secretário-executivo do CONSEMA, Anselmo Guimarães, o subsecretário de Meio Ambiente, Eduardo Trani, e o diretor de Engenharia e Qualidade Ambiental da CETESB, Carlos Roberto dos Santos.

Equipe da Qualidade do Ar e da diretoria de Engenharia em reunião do Consema

Maria Lúcia Guardani submete Informação Técnica ao Consema

Patrícia Iglecias e Maria Lúcia apresentaram dados da Informação Técnica da Cetesb para aprovação do Consema

Texto: Cristina Couto
Fotografia: Jose Jorge.