CETESB comemora 52 anos com inauguração de nova sede da Agência e Laboratório de Sorocaba

O evento online, transmitido pelos canais do YouTube e do Facebook, alcançou mais de 700 visualizações

As comemorações pelos 52 anos de criação da CETESB tiveram inicio hoje, 27/07, às 9 horas, com a inauguração da nova sede e laboratório da Companhia, no município de Sorocaba. O evento virtual, transmitido pelo YouTube e pelo Facebook, atingiu mais de 700 visualizações.

A unidade foi instalada no antigo prédio que abrigou o Packing House, construído entre 1927 e 1930, e que durante muitos anos funcionou como um armazém de laranjas, no bairro do Além Ponte. A agência atenderá a 11 municípios da região de Sorocaba, enquanto o laboratório prestará serviços para as agências ambientais de Itu, Botucatu, Itapetininga, Capão Bonito e Avaré. Ao todo, 69 cidades serão atendidas, servindo, aproximadamente, 2,7 milhões de habitantes.

O evento foi prestigiado por dois secretários de Estado, Marcos Penido, da Infraestrutura e Meio Ambiente, e Flávio Amary, da Habitação, este um sorocabano. Além das unidades da CETESB, também integram o novo complexo a Fundação Florestal (FF), o DAEE, a CFB/SIMA, o Comitê de Bacia Hidrográfica do Sorocaba e Médio Tietê (CBH-SMT) e Fundação Agência da Bacia do SMT.
Para a diretora-presidente da CETESB, Patrícia Iglecias, que ao lado do secretário Marcos Penido, simbolicamente, descerrou a placa de inauguração das novas instalações, direto de seu gabinete, na capital, o fato de reunir no mesmo espaço unidades de vários órgãos públicos, “representa o cumprimento das diretivas do governador João Doria, de facilitar o acesso da população, dar mais agilidade nos serviços prestados e reduzir os gastos com aluguéis”.

Os serviços executados pela unidade em Sorocaba ocorrem, predominantemente, na zona urbana, em razão das atividades industriais. No entanto, há também atendimento significativo na zona rural, que envolve autorizações para intervenção nos recursos naturais, como supressão de vegetação, ou intervenção em área de preservação permanente (APP), entre outros. As principais demandas referem-se à fiscalização e ao controle das diversas fontes de poluição ambiental – ar, água, solo, resíduos sólidos – , atendimento às reclamações da população e às demandas do Ministério Público e do Poder Judiciário.

O novo laboratório possui equipamentos de ponta como um extrator de óleos e graxas, um analisador de carbono orgânico e um medidor de multiparâmetros para determinação em campo. Serão realizados ensaios de agregados orgânicos e de compostos inorgânicos, além de variáveis físico-químicas: pH, condutividade, turbidez, alcalinidade e ensaios de campo.
No total foram investidos R$4.400.000,00 provenientes do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (FEHIDRO).

Para Patrícia Iglecias, “o objetivo da nova sede e laboratório é conseguir cuidar de todas as demandas com competência técnica, aplicação da legislação e no tempo esperado pelos usuários do sistema.”